Missão, Visão, Políticas

VALORES:

  • SOLIDARIEDADE

Materializa-se em todas as atividades expressando o carácter da organização, assente na interajuda entre todos os intervenientes, garantindo a qualidade dos seus serviços.
Participação e dinamização de redes sociais de apoio às pessoas com deficiência e/ou incapacidade, criando respostas integradas nas diferentes áreas de vida.
 

  • PARTICIPAÇÃO

Envolvimento e coresponsabilização de todos, nas dinâmicas organizacionais e na comunidade.
Promover o empowerment dos clientes, potenciando as suas capacidades de decisão e o uso eficaz dos seus recursos.
Integrar e rentabilizar diferentes perspetivas e utilizar as competências e conhecimentos dos diferentes stakeholders (clientes e significativos, colaboradores, parceiros, comunidade em geral) em cada processo.
 

  • RESPEITO

Respeitar as necessidades, potencialidades e a satisfação das pessoas. Considerando-as e valorizando-as na orientação da ação da organização garantido os princípios éticos e fundamentais de liberdade e confidencialidade.
Respeitando sendo congruente consigo e com os outros.
Respeitar a organização prevenindo quaisquer ações suscetíveis de desprestigiar ou comprometer a Cercipom. 
O respeito é um valor primordial e ativo, de todos para todos.
 

  • RESPONSABILIDADE

Agir de acordo com a missão, visão, políticas e requisitos da função justificando as próprias ações.
Assumir individualmente a responsabilidade coletiva.
Ser responsável com os princípios de desenvolvimento económico, social e ambiental sustentável.


VISÃO:

Ser uma entidade de referência, na área da reabilitação, através da capacitação e melhoria da qualidade de vida dos seus clientes.


MISSÃO:

Promover a autonomia pessoal, social e profissional dos seus clientes, através de um serviço individualizado e abrangente.

 

POLITÍCA DA QUALIDADE:

A política de qualidade da CERCIPOM está consubstanciada nos seguintes objectivos:

  • Abrangência dos serviços, nomeadamente ao nível da intervenção no domicílio;
  • Promover a cidadania dos seus clientes;
  • A melhoria contínua do sistema de gestão da qualidade;
  • Orientação para princípios éticos e deontológicos no exercício da actividade;
  • Promover a responsabilização e o trabalho em equipa junto dos colaboradores;


POLITÍCAS:

  • Política Liderança:

A CERCIPOM procura ser uma entidade de referência na área da reabilitação promovendo a autonomia pessoal, social e profissional dos seus clientes através de um serviço individualizado e abrangente. Para a prossecução da sua missão e visão, a gestão compromete-se a seguir a sua política da qualidade e disseminá-la a todas as partes interessadas.

A disseminação da informação é feita através de vários mecanismos internos e externos facilitando o fluxo comunicacional na organização e a difusão da sua imagem na comunidade. A importância da comunicação é valorizada e reconhecida para a boa prossecução dos serviços, missão e visão.

A estratégia da organização respeita a missão vigente espelhada no planeamento anual, através do desenvolvimento de atividades inclusivas, participativas e sustentáveis orientadas por uma gestão racionalizada e eficiente dos recursos, sem descurar a qualidade de vida dos clientes.

A CERCIPOM enquanto única entidade interventiva na área da deficiência no Concelho de Pombal, assume uma atitude proactiva nos serviços prestados, reconhecendo a sua responsabilidade social na comunidade e trabalhando em prol da construção de uma sociedade mais aberta e inclusiva, refletida nos resultados obtidos anualmente através da avaliação de todas as partes interessadas.
 

  • Política de Recursos Humanos:

O sucesso dos serviços da CERCIPOM depende da qualidade e motivação dos recursos humanos. Para tal o rigor e transparência nos critérios de recrutamento e seleção são essenciais à adequação entre perfis profissionais e serviços prestados.

A CERCIPOM baseia a sua política de recursos humanos nos seus valores organizacionais, os quais estão inerentes nos critérios de seleção dos colaboradores. Estes respeitam a experiencia, competências e qualificações, necessárias à boa prossecução das suas funções e aos serviços prestados aos clientes.

Os colaboradores, voluntários e estagiários têm a oportunidade de se desenvolverem profissionalmente, através da aprendizagem continua promovida e valorizada pela gestão da CERCIPOM.

No desenvolvimento dos serviços a organização procura o envolvimento ativo dos recursos humanos valorizando a flexibilidade, mudança e melhoria continua no trabalho, refletidos no desempenho das suas funções, investindo em práticas favoráveis ao bom ambiente organizacional.

De forma a aferir a motivação e satisfação dos recursos humanos, a CERCIPOM realiza anualmente um momento de avaliação que serve de ponto de partida ao desenvolvimento de melhores práticas profissionais conjugadas à segurança, bem-estar e boas condições de trabalho oferecidas pela organização.

Assim a CERCIPOM promove e dá oportunidade a que todos os recursos humanos se envolvam e contribuam ativamente na estratégia e crescimento organizacional.
 

  • Política de Direitos:

A CERCIPOM compromete-se à promoção e defesa dos direitos  através da carta de direitos dos cliente da CERCIPOM elaborada à luz da Constituição da Republica Portuguesa, Convenções Internacionais e Declarações dos Direitos das Pessoas com Deficiência.

Todas as práticas organizacionais convergem nos direitos dos clientes como sendo, a igualdade de oportunidades, a confidencialidade, o princípio da não discriminação, a igualdade de tratamento pela participação equitativa e a liberdade de escolha através da autodeterminação.

A defesa dos direitos dos clientes é o pilar fundamental na origem e prática da organização estando expressos nos seus valores: respeito, solidariedade, responsabilidade e participação.
 

  • Política de Ética:

Para a prossecução da missão e valores organizacionais foi definido um código de ética dirigido a todos os recursos humanos da CERCIPOM. Nele estão critérios profissionais, princípios e valores que orientam os comportamentos como sendo: Solidariedade, Participação; Respeito e Responsabilidade.

A fim de garantir a adequação dos comportamentos éticos e interação dos recursos humanos, encontram-se definidos no Manual de Funções as competências, funções e responsabilidades das várias categorias profissionais, que são avaliadas anualmente e contribuem para a transparência, responsabilidade e eficiência na comunicação.

O código de ética foi elaborado e implementado de forma a proteger os clientes de riscos, assegurando a sua dignidade e a promoção de justiça social.
 

  • Política de Parcerias:

Tendo subjacente uma intervenção sistémica a CERCIPOM valoriza e fomenta o estabelecimento de parcerias com entidades públicas e privadas, dentro e fora do setor em que atua contribuindo assim para uma sociedade mais aberta e inclusiva.

A seleção das parcerias é feita tendo em conta as necessidades e expectativas dos clientes/famílias/significativos, presentes no planeamento organizacional e subjacentes à missão e estratégia.
De forma a prosseguir uma gestão racionalizada e eficiente dos recursos as parcerias deverão ser avaliadas, acrescentar valor aos serviços prestados e contribuir para melhores níveis de eficácia dos serviços.
 

  • Política de Participação:

O sucesso da intervenção passa pelo envolvimento dos clientes/famílias/significativos em todo processo. A CERCIPOM promove a inclusão dos clientes na organização e na comunidade através das várias atividades desenvolvidas enquanto membros ativos. A inclusão passa pela capacitação dos clientes no exercício dos seus direitos e deveres, criando condições para a sua autorrepresentação e autossuficiência.

A organização baseia a sua intervenção no principio do empowerment, procurando ativa e continuamente a autonomia dos clientes, potenciando as suas capacidades de decisão e no uso eficaz dos seus recursos.

A politica da participação dos clientes tem como objetivo primordial a criação de igualdade de oportunidades na inserção social equitativa, construindo uma imagem positiva da deficiência.
 

  • Política da abordagem centrada nos clientes:

A abordagem centrada nos clientes/famílias/significativos tem em conta o conceito multidimensional de qualidade de vida que abrange as dimensões de bem-estar emocional, material, físico; relações interpessoais; desenvolvimento pessoal; autodeterminação; inclusão social e direitos, considerando o cliente/família/significativo como um todo.

A definição dos objetivos de qualidade de vida é determinada pela identificação das  necessidades e expectativas dos clientes/famílias/significativos recolhidas na avaliação diagnóstica e nos planeamentos individuais.

Os clientes/famílias/significativos são chamados a participar ativamente no seu plano individual, na sua autoavaliação e avaliação dos serviços, respeitando assim o contributo individual.
 

  • Política da Abrangência:

Tendo por base a promoção da autonomia pessoal, social e profissional dos seus clientes, através de um serviço individualizado e abrangente, a CERCIPOM tem subjacente praticas de intervenção holística.

Na concretização da abordagem holística a CERCIPOM procura acompanhar as necessidades e expectativas da comunidade e dos seus clientes disponibilizando serviços diferenciados: intervenção precoce, formação profissional, Centro de Atividades Ocupacionais e Lar Residencial.

Nos seus serviços a CERCIPOM tem equipas multidisciplinares que procuram a satisfação, capacitação e melhoria da qualidade de vida dos clientes, através da transversalidade e envolvimento de todas as partes.
 

  • Política de Orientação para os Resultados:

Na prestação dos seus serviços a CERCIPOM procura ser uma entidade de referencia na área da reabilitação. Para prosseguir esse objetivo a medição, avaliação e reporte dos resultados tornam-se fulcrais à demonstração do valor acrescentado dos serviços a todas as partes envolvidas.

A preocupação com a medição dos resultados e o seu impacto na satisfação das necessidades e melhoria da qualidade de vida dos clientes, iniciam-se na definição do plano estratégico da organização, desdobrado no planeamento anual que dele sobressaem os principais objetivos e indicadores de sucesso. Anualmente são medidos, avaliados e reportados por diversas vias comunicacionais de modo a serem acessíveis e entendidos pelas diversas partes interessadas.
 

  • Política de Melhoria Contínua:

A CERCIPOM assume praticas proativas de forma a acompanhar as necessidades, expectativas e qualidade de vida dos seus clientes e simultaneamente do mercado  de economia social,  em que se insere.

Entende-se por praticas proactivas todas as que tenham impacto na eficácia e eficiência dos serviços através da promoção e implementação de projetos de inovação.

O sistema de gestão da qualidade da CERCIPOM pauta-se no principio da melhoria continua, sendo este o ponto de partida e de chegada de todas as práticas sejam elas de inovação ou de melhoria dos serviços prestados, respeitando o processo cíclico de avaliação dos serviços.